quinta-feira, 15 de setembro de 2016

XLIV

Ela disse, em tom de queixa, que me deu sua juventude. Então estamos quites, pois eu estou lhe dando minha velhice...
                                              ****
                  O preço da liberdade é a solidão.
                                                        ****
Neste mundo de vaidades,/ autoengano e ironia,/ o que não falta é poeta/ a quem falta poesia.
                                              ****
Existem aqueles para os quais o suficiente é pouco. E aqueles para os quais pouco é o suficiente.
                                             ****
Procure rir de si próprio, mesmo que você não tenha graça (ou justamente por isso).
                                             ****
Dilema de bêbado não é “to be or not to be”. É “pitu or not pitu”.
                                             ****
Saber que tudo na vida passa não torna menor o problema que estamos enfrentando.
                                             ****
Se Deus é mesmo brasileiro, está explicado por que cada vez menos pessoas acreditam nele.
                                            ****
Quem muito se mostra acaba não sendo notado.
                                            ****
É preciso rir de si próprio, mesmo que você não tenha graça (ou justamente por isso).

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

XLIII

Há duas coisas que, perdidas, não se recuperam mais: a virgindade e o tempo.
                                                    ****
   Concordar com que o homem veio do macaco não significa, necessariamente, aceitar a ideia de uma evolução.
                                          ****
Esquecer é a pior forma de desdenhar.
                                          ****     
           Deus não precisa haver para existir.     
                                                    ****
           Sou pela igualdade de gêneros, em número e grau.
                                          ****
Quem escreve pensando em “ficar” deveria parar de escrever. Nada é mais paralisante do que a expectativa quanto ao juízo da posteridade.
                                          ****
          A busca da ilusão gera convictos. A busca da verdade gera céticos.
                                          ****      
Não se preocupe demais com o futuro. Você certamente não estará aqui quando ele chegar.
                                                    ****
     As pessoas fazem regime para se livrar de dois pesos – o maior deles, na consciência.  
                                          ****
Dizem que é preciso respeitar a opção sexual dos outros, mas não se pode falar em “opção” quando não há escolha. É preciso respeitar... os outros.

XLII

         Quando o brasileiro não atrasa, é porque o evento atrasou.
                                                 ****
         Depois do micro-ondas, apressado não come mais cru.
                                                 ****
        Não adianta descobrir a “pílula da felicidade”. Seu efeito dependerá basicamente de quem a toma.
                                                 ****     
         Teimosa é a aranha. Só faz o que lhe dá na teia.
                                       ****
Há pessoas cuja essência se confunde com a do perfume que usam.
                                                 ****
A felicidade, de tão fugidia, nos conforta apenas com a ideia da sua possibilidade.
                                       ****
O problema do relacionamento entre os casais é que as mulheres falam demais e os homens escutam de menos. 
                                                 ****
         O tempo não nos dá calote. Dá culote.
                                                 ****
         Uma pessoa sem segredos é como um texto sem entrelinhas.
                                                 ****
         Em tempo de vacas magras, é preciso tirar leite de pedras.

XLI

Escreve bem não quem diz o que sente, mas quem sente o que diz.
                                         ****
Nada mais desconcertante do que a posição de goleiro. Ele não faz gol, que é o objetivo máximo do futebol, e ainda procura impedir que os outros façam.
                                                   ****        
O mito é uma mentira em que todos facilmente acreditam quando a verdade é difícil de acreditar.
                                         ****
         Dinheiro é certamente o único produto que, quanto mais se “lava”, mais fica sujo.
                                                   ****
Há quem não goste de médicos, mas na hora em que adoecemos é melhor ter junto à cama um deles do que um padre.
                                                  ****
Há dois tipos de escritores: os que querem ser lembrados e os que querem ser “lambidos”.
                                        ****
É falsa a oposição que se faz entre o tempo e a eternidade. Se tudo nasce e morre por efeito do tempo, ele é que é eterno.
                                                  ****
        Um “quase” sempre nos deixa apreensivos. Pode representar um “ainda não” ou um “não mais”.
                                                  ****
        É possível ser feliz “embaixo da ponte”. Senti isso fazendo um passeio de barco pelo Sena.
                                                  ****
        O fracasso é a vitória de uma parte obscura de nós. Só existe quando à derrota se segue o comodismo ou a resignação.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

XL

        Encontrei a fórmula de ser feliz sem dinheiro, mas não adiantou. Não tive como comprar os ingredientes.
                                                   ****
         Da crise atual, só escapam os motéis. É um mercado sempre aquecido.
                                                   ****
         Semana passada, quando recebi a conta da energia, tomei um choque.
                                                   ****
       A velhice chega de fato quando se lamenta o tempo que resta, e não o tempo que foi.
                                                   ****
A maturidade é o momento em que o indivíduo tem a exata percepção do que ainda pode fazer na vida. E quase sempre não é muita coisa. 
                                                   ****
         Político só não mente quando fala mal do adversário.
                                                   ****
         O humor é o algoz da presunção e da imbecilidade.
                                                   ****
Segundo Sartre, o inferno são os outros. Mas existem aqueles para quem o inferno são eles mesmos.
                                                   ****
         Respeito a opinião dos outros, desde que ela não contrarie as minhas.
                                                   ****
         Cada vez mais me convenço de que a honestidade é um mau negócio.

XXXIX

       Quem ri por último não entende a piada.
                                              ****
    O céu é um lugar que os pobres esperam ganhar em outro mundo, e os ricos preferem aproveitar mesmo é neste. 
                                              ****
       O amor inimigo da justiça no Brasil é o rabo-preso.
                                                                 ****
       Filosofia de botequim: “Felicidade é um pileque sem ressaca.”
                                              ****
       A natureza é sábia. Para deixar o homem resignado com a possibilidade da morte, dá-lhe antes a velhice.
                                              ****
     Tem gente que é masoquista e “corre atrás do prejuízo”. Prefiro correr atrás do lucro.
                                    ****
       É duro chegar à idade em que tudo que se deseja ao deitar não é ter sonhos, mas ter sono.
                                              ****
       Uma das especialidades de certas academias literárias é imortalizar cadáveres.
                                              ****
      Quando nos achamos preparados para a vida, já não há tempo para mais nada. Todo ele foi gasto na preparação.
                                              ****
     Chegamos a um limite moral. Em vez de premiar a honestidade, hoje se premia a delação.   

XXXVIII

Se um idiota não se acha um gênio, ele não é um perfeito idiota.
                                                   ****                                  
As máquinas poderão um dia vencer o homem, mas serão incapazes de comemorar.
                                                  ****
         Há aqueles que envergam um terno e aqueles a quem o terno enverga.
                                                  ****
         Quem não deve não tem.  
                                                  ****
       Não se deve invejar a vida dos escritores. Eles vivem mais a estante do que o instante.
                                                  ****
A papa é a comida das idades extremas.  Alimenta o bebê e o gagá.
                                                  ****                                   
         Há interesses do bolso e interesses do coração. Mas tudo é interesse.
                                                  ****
       Quem sofre demais com a culpa deve entender que o mal que faz aos outros, ao mundo, é insignificante se comparado com o mal que faz a si.
                                                  ****
        Uma piada é um tiro na estupidez.
                                              ****
        Uns nascem para servir. Outros, para sorver.